Turnê do 26º Prêmio da Música Brasileira terá espetáculo inédito de samba em 2016 com Zélia Duncan e Mariene de Castro

Show Samba no CCBB terá ainda exposição interativa com a história do Prêmio da Música Brasileira e acontecerá nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo

Depois de percorrer algumas cidades brasileiras em novembro, com uma série de shows em homenagem aos 50 anos de carreira de Maria Bethânia, que reuniu alguns dos mais importantes artistas do país, a turnê do 26º Prêmio da Música Brasileira (PMB) retorna em 2016 com um espetáculo inédito de Zélia Duncan com Mariene de Castro. Criado exclusivamente para ser realizado nos CCBBs de Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo, o show celebra a parceria com o Banco do Brasil e a chegada do carnaval com um repertório inteiramente dedicado ao samba. Será a primeira vez que as cantoras, ambas premiadas em edições anteriores do PMB, dividem o mesmo palco.

A chegada do Banco do Brasil como patrocinador, que valoriza e respeita a música brasileira, foi fundamental para viabilizar a manutenção da turnê e a realização destas novas ações que trarão ainda benefícios exclusivos para clientes com cartão Ourocard.

Venha ouvir!
Venha ouvir!
By ,   No tags,   0 Comments

Saiu mais uma lista de indicados ao 26º Prêmio da Música Brasileira! E estão todos disponíveis aqui no nosso site, para você ouvir e curtir cada um dos trabalhos que concorrem à mais tradicional premiação da nossa música. Clique na aba Audição para conferir todos os artistas selecionados até o momento.

As inscrições continuam abertas. Confira o regulamento e veja como participar!

A 26ª edição do Prêmio da Música Brasileira vai homenagear Maria Bethânia. A festa de premiação está marcada para o dia 10 de junho, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com direção de José Maurício Machline.

Setenta anos, sete vidas

O cara que surfa há décadas todas as ondas da música popular brasileira é hoje um “garoto” de 70 anos muito bem vividos. E aproveita as comemorações para convidar todo mundo a cair na gandaia e entrar nessa festa. Jornalista, escritor, compositor, produtor e roteirista, Nelson Motta está celebrando toda essa trajetória feita de silêncio, sons e sucesso – desde os primeiros dias até os tempos modernos.

Teve festa, claro. Mas também tem livro (“As sete vidas de Nelson Motta”, recheado de crônicas e casos), CD (“Nelson 70”, em que algumas das suas canções são interpretadas por gente como Ed Motta, Marisa Monte, Lenine, Gaby Amarantos, o uruguaio Jorge Drexler e a portuguesa Cuca Roseta) e um documentário que conta os bastidores do disco (exibido pelo Canal Brasil).