Cerimônia do PMB traz encontros inéditos

29 Abril 2016,   By ,   0 Comments

Júlio Andrade e Dira Paes!

Premiação será em 22 de junho, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e reunirá principais nomes da música brasileira em homenagem a Gonzaguinha

A cerimônia da 27ª Edição do Prêmio da Música Brasileira, em que Gonzaguinha será homenageado, acontecerá no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em 22 de junho. Neste ano, pela primeira vez, haverá uma linguagem dramatúrgica teatral, em que a biografia do homenageado será apresentada por Júlio Andrade, ator que o interpretou em “Gonzaga – De Pai pra Filho”, longa de Breno Silveira. Também estará no elenco da encenação a atriz Dira Paes, que fará Dina, madrinha de Gonzaguinha. Ela também será a apresentadora desta edição.

Outro momento inédito será a reunião de três compositores que dominam o violão como ninguém, Gilberto Gil, João Bosco e Lenine, em “Galope”. “Esses artistas têm três estilos de violão diferentes; por isso, o resultado dessa mistura será a peculiaridade da apresentação, bem interessante”, comenta José Maurício Machline, idealizador do PMB. Ele conta que, em todas as edições, busca criar combinações que fujam do óbvio.

Nessa linha, a cerimônia contará com diversos outros grandes nomes da música brasileira em versões inéditas de músicas de Gonzaguinha. Ney Matogrosso, vencedor de 10 PMBs, cantará “Explode Coração”, enquanto Alcione, segunda mais premiada, com 19 troféus, fará parte da homenagem interpretando o samba “Com a perna no Mundo”.

Angela RoRo e Luiz Melodia cantarão “Grito de alerta”, de autoria do homenageado do ano, Gonzaguinha. Já “O que é? O que é?”, marcará um encontro de gerações do samba, com Elza Soares, Pretinho da Serrinha e Thiago da Serrinha. A polêmica “Comportamento geral”, feita no início dos anos 1970, terá Criolo como intérprete.

Filipe Catto e Simone Mazzer soltarão a voz em “Sangrando”, uma das mais intensas canções de Gonzaguinha. A banda Dônica fará uma apresentação de “Lindo lago do amor” e Júlio Andrade, além de voltar a viver Gonzaguinha, desta vez, no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, cantará “Um homem também chora”.

Muitas surpresas e premiados coroarão essa noite do começo ao fim. Será um grande espetáculo em nome de Gonzaguinha e da música brasileira.