Luto no Samba

03 dezembro 2013,   By ,   0 Comments

Morre no Rio de Janeiro, aos 74 anos, o compositor e cantor Délcio Carvalho, vítima de um câncer gástrico. O sambista faleceu na manhã desta terça-feira (12/11) e foi enterrado na tarde do mesmo dia.

Dona Ivone Lara foi a parceira mais frequente do compositor. Com ela, o sambista produziu clássicos como Sonho Meu, Acreditar, Alvorecer, Candeeiro da Vovó entre outras. Além de Dona Ivone, Délcio foi parceiro de outros grandes bambas do samba, como Zé Ketti, Elton Medeiros, Wilson das Neves e Carlos Cachaça. Seu talento como compositor e cantor era evidente. “Delcio era um grande poeta, um grande compositor e vai fazer falta ao nosso samba”, declarou o sambista Zeca Pagodinho ao site do G1, assim que soube da morte do colega.

Filho de músico, seu pai era saxofonista, o compositor nasceu em Campos dos Goytacazes, em 9 de março de 1939. Na infância, foi cortador de cana. Começou a cantar em conjuntos de baile da sua cidade. Em 1956, mudou-se para o Rio de Janeiro. No início deste ano, Délcio lançou o disco “Dois Compassos “, em parceria com o violonista Marcelo Guima. Sua última apresentação foi em setembro, na Sala Baden Powell, no Rio, em comemoração aos seus 55 anos de carreira.

Assista à Participação de Délcio Carvalho no 21º Prêmio da Música Brasileira em homenagem à D. Ivone Lara. O sambista canta com o grupo Casuarina a canção “Candeeiro da vovó”.

Assista à entrevista de Délcio ao site do PMB em 2010.