Perfume de Jasmim

07 outubro 2013,   By ,   0 Comments

Gilson Peranzzetta, um dos maiores pianistas do país fala sobre sua pré-seleção ao Prémio da Música Brasileira 2014 e como a história do PMB se mistura com a de sua carreira.

h0318m33

Qual foi o seu primeiro contato com o #PMB?
Meu primeiro contato foi em 1989, no 2º Prêmio da Música – Ano Dorival Caymmi – quando recebi o prêmio de melhor Arranjador.

Em sua opinião, o que representa o Prêmio para a música brasileira?
O Prêmio da Música é importantíssimo para os artistas e para a música de nosso país. É um reconhecimento, uma honra, um carinho, um estímulo e uma grande alegria para quem o recebe. O Prêmio da Música Brasileira passou por diversas fases, mas o Zé Maurício (Idealizador da premiação) nunca esmoreceu e para a felicidade de todos que amam a música, o Prêmio comemora este ano Bodas de Prata. Vida longa ao Prêmio da Música Brasileira.

O que significa a pré-seleção do seu trabalho Jasmim, para o senhor que é um músico consagrado?
Fiquei muito feliz com a notícia de que mais uma vez estou entre os pré-selecionados. Nestes anos todos de existência do Prêmio, sempre estive de uma forma ou de outra participando. Seja como indicado, como vencedor, como jurado.

Como foi participar da última cerimônia do prêmio?
A minha participação na última cerimônia do Prêmio dividindo o palco com cinco dos maiores pianistas brasileiros foi uma experiência maravilhosa e emocionante.

O que inspirou o trabalho “Jasmim”? E como é manter uma parceria de tantos anos com Mauro Senise?
De 1971 a 1974 eu vivi em Barcelona, fazendo um aperfeiçoamento em interpretação pianística. Nessa época, tive a honra e o privilégio de conviver com o excepcional compositor catalão Federico Mompou.  Minha professora foi Petri Palau de Claramount, mas as aulas informais que tive com Federico Mompou foram preciosas. Petri me ensinou as notas e Mompou me mostrou as cores. Para homenageá-lo reunimos neste trabalho seis composições de Mompou e seis de minha autoria, todas com arranjos meus. Minha parceria com Mauro Senise está completando 23 anos de existência e é sempre uma alegria renovada dividir a minha música com ele.

Veja como foi o ensaio dos pianistas para apresentação no 24 Prêmio da Música