“Getz / Gilberto”: a Bossa Nova conhecida no mundo!

27 Maio 2013,   By ,   0 Comments

Em  março de 1963 foi  lançado um dos álbuns mais importantes da Música Popular Brasileira: Getz / Gilberto  featuring Antonio Carlos Jobim. A parceria entre Jobim, João Gilberto e o saxofonista Getz, entre outros artistas, foi gravada em meados de 1962, quando a Bossa Nova se consolidava como um gênero musical inovador.  Entretanto, o projeto ficou guardado nos arquivos do prestigiado selo Verve por um ano. Quando foi lançado, a grande repercussão foi instantânea.

A importância do LP, que tornou a bossa nova conhecida em todo o mundo, é inegável. Contudo, pouca gente sabe que o trabalho foi emblemático para Jobim porque significou uma reafirmação da brasilidade da música brasileira frente às pressões do mercado fonográfico internacional.

413

Durante as gravações da faixa “Garota de Ipanema”, por exemplo, o maestro teve que manter uma posição firme, para que a letra da versão americana da música, não fosse tão alterada, a ponto de mudar o sentido original da composição. Como havia uma questão contratual, queriam impor aos artistas brasileiros mudanças que desqualificavam o trabalho original feito por Tom e Vinícius.

“A versão americana me valeu muita briga com Norman Gimbel. Os americanos recusam tudo aquilo que não entendem, que não conhecem (…)”, contou o próprio Jobim no livro “O Cancioneiro Jobim”. Segundo o maestro, um dos motivos dos desentendimentos era que o compositor Gimbel, não queria usar a palavra Ipanema, que era pronunciada como “Aipanima”, por achá-la esquisita. “Tudo o que eu queria era passar adiante o espírito da garota de Ipanema, essa coisa carioca e poética. Acho que conseguimos, mas foi uma luta feia. ’”, ressaltou Jobim ao lembrar-se deste período.

Pouco antes da gravação de Getz / Gilberto, em novembro de 1962, o maestro viajara a contragosto para participar do show no Carnegie Hall. O evento, promovido pelo Consulado Brasileiro em Nova York, entrou para a
história.

O álbum traz os músicos João Gilberto e Stan Getz, além de Tom Jobim, como arranjador e compositor, ao lado de Dorival Caymmi, e letras de Vinicius de Moraes. Entre as músicas, sucessos inesquecíveis como “Desafinado”,“Corcovado” e “Só danço samba”.

Confira trechos do vídeo “Bossa Nova no Carnegie Hall”.

Relembre “Corcovado (Quiet Nights)”:

Para ouvir o streaming do álbum, acesse o link.

Para saber mais sobre a importância da obra, clique aqui.

Confira o texto do escritor Ruy Castro sobre o assunto.