Viva o Rei do Baião!

13 setembro 2012,   By ,   0 Comments

É tempo de celebrar Luiz Gonzaga. O centenário do “Rei do Baião” está sendo comemorado em 2011 e 2012 e o que não falta é homenagem ao Gonzagão: Discos, programas de TV e o lançamento em outubro do filme “Gonzagas: de pai para filho” (assista aqui ao trailer oficial), dirigido por Breno Silveira, o mesmo que dirigiu “Os Dois Filhos de
Francisco”.

No palco do PMB, Gonzagão já foi o grande homenageado. Em 1991, dois anos após sua morte, o evento relembrou a vida e os sucessos do sanfoneiro. A apresentação foi dirigida por Ney Latorraca e comandada por Tarcisio Meira e Gloria Menezes, que emocionaram os espectadores com a linda história de vida de Luiz Gonzaga.

“Luiz Gonzaga do Nascimento, filho de Januário, que nasceu em Exu, em pleno sertão pernambucano, e que aprendeu com o pai a puxada da sanfona. Luiz é aquele moleque que fugiu de casa em 1930 para tornar-se um dia o grande e insuperável Rei do Baião. O sanfoneiro de rosto redondo e riso largo que um dia deixou o sertão do Araripe para ser o dono de um reinado que não tem fim”, disse Tarcisio Meira. Grandes artistas interpretaram canções de Luiz Gonzaga. Elba Ramalho cantou “Que nem Jiló” e “Dúvida”, um grupo de sanfoneiros tocou a eterna “Asa Branca” e Dominguinhos relembrou o toque da sanfona.

“Em 1941, ele já estava inventando moda para sanfoneiro nenhum botar defeito. Ele inventou o ‘Vira e Mexe’ (primeira música gravada em disco) que deu trabalho danado para o sanfoneiro tocar”, disse Dominguinhos. Entre os premiados estão: Roupa Nova (Melhor Disco de Canção Popular e Melhor Grupo), Fagner (Melhor Cantor e Melhor Música “Pedras que Cantam”), Dominguinhos (Melhor Cantor), Elba Ramalho (Melhor Cantora).

Confira aqui a lista completa dos ganhadores.