A próxima parada: São Paulo. E o encontro com Marcelo Jeneci

19 julho 2011,   By ,   0 Comments

Em cada cidade pela qual passa a turnê do Prêmio da Música Brasileira são convidados a subir ao palco, ao lado de Arlindo Cruz, Lenine, Sandra de Sá e Zelia Duncan, artistas locais. Em São Luis, foram Flavia Bittencourt e Nosly; em Belém, Lucinnha Bastos. A próxima parada é São Paulo, onde a trupe se encontra com Marcelo Jeneci.

As músicas de Noel Rosa, que compõem a turnê, são mescladas de ironia e lirismo; um romantismo que Jeneci traduz muito bem na nova geração de cantores e compositores. Basta escutar canções do novato como “Felicidade” e “Pra sonhar”, composições que integram o seu primeiro disco, “Feito para Acabar”, lançado em 2010. Antes, tocou com Chico César e Arnaldo Antunes. E o grande sucesso foi conquistado em parceria com Vanessa da Mata, que gravou sua primeira composição, “Amado”.

Jeneci perpassa o romantismo e a alegria, sempre pop. O músico, inclusive, costuma explicar a sua ligação com a cultura popular. Como na entrevista concedida ao jornal O Globo em novembro de 2010: “Cresci ouvindo a música que meu pai consumia: Roberto Carlos, Alceu Valença, trilhas de cinema tipo “Labirinto”, “História sem fim”, “Carruagens de fogo”, Jean-Michel Jarre, essas coisas. Na adolescência, muito rádio e muita novela. Minha formação se deve muito ao fato de eu ter nascido numa periferia (Guaianases, distrito da Zona Leste de São Paulo), onde só chegava o que era mais pop (…) o tronco da minha formação é popular. Tudo o que faço passa um pouco por aí. Os galhos é que me levaram à alta cultura, à poesia mais profunda”.

A seguir, você confere o talento de Jeneci em sua própria música. Assista e prepare-se para a festa em São Paulo!