Brasil em forma de aquarela

22 abril 2014,   By ,   0 Comments

Se nasceu de um “sonho genial”, não se sabe. Mas Silas de Oliveira, um dos grandes sambistas cariocas, foi de uma profunda felicidade ao render sua homenagem a Ary Barroso, o compositor de “Aquarela do Brasil”. Naquele fevereiro de 1964, a escola de samba Império Serrano desfilou com “Aquarela Brasileira”, samba-enredo de Silas que ficou eternizado como um dos maiores da história do carnaval do Rio de Janeiro.

A letra passeia pelo território nacional, destacando valores culturais, geográficos e arquitetônicos de cada região. É um samba-exaltação, tal qual a canção de Ary, cuja “Aquarela” ganhou o mundo e foi uma das responsáveis pela internacionalização do samba.

Lamentavelmente, Ary morreu no dia do desfile, abalando os componentes da escola, que terminaria em quarto lugar. Quarenta anos depois, o Império Serrano voltaria a desfilar com o samba de Silas de Oliveira. Ficou em nono. Mas conquistou o Estandarte de Ouro, prêmio oferecido pelo jornal O Globo, como Melhor Escola e Melhor Samba-Enredo.