Futebol no palco do Municipal

16 junho 2014,   By ,   0 Comments

João Bosco se apresenta no campo de futebol estilizado que serviu de cenário para a noite de Ary Barroso O futebol também faz parte da história do Prêmio da Música Brasileira. Em 2003, a premiação homenageou Ary Barroso um apaixonado pelo esporte. Naquela edição, ele completaria 100 anos. O ator André Valli interpretou o homenageado, em um cenário criado por Gringo Cardia que remetia a um programa de auditório e a campos de futebol. Ary foi pianista, maestro, diretor, roteirista, ator de novelas radiofônicas, apresentador de programas de calouros, locutor de jogos e rubro-negro fanático. Mineiro de Ubá, ele fez sua primeira narração em uma partida do campeonato carioca entre Vasco e São Cristóvão. Como locutor queria marcar suas transmissões com algo diferenciado. Foi assim que surgiu a famosa gaitinha do Ary. Em suas transmissões ele trocava o grito de gol pelo sopro de uma gaita.

Por causa da paixão de Ary Barroso pelo futebol, o roteirista daquele ano, Aloísio de Abreu, buscou inspiração neste esporte para permear todo o roteiro. Jogadores de futebol foram convidados para anunciar os vencedores da noite, como os craques Raí e Vampeta. No último número, ao som da atriz Stella Miranda interpretando Carmen Miranda, bolas de futebol foram lançadas no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro fechando com chave de ouro aquela noite que marcou a história do Prêmio.


Proibido de entrar no estádio São Januário para narrar uma partida de futebol, Ary Barroso subiu no telhado de uma casa próxima e viu o jogo com um binóculo.

Ary e sua grande vontade de ser jogador de futebol

Ouça Ary Barroso contando como escolheu a gaitinha para frisar os gols que narrava.

Assista aos melhores momentos do 14º Prêmio da Música Brasileira.